Enfermagem holística.

Enfermagem holística.

Enfermagem holística: Integrar o Reiki na oncologia.

Karen Pischke começou a praticar Reiki em 1998, trabalhava nos cuidados intensos do hospital e o reiki era considerado uma terapia alternativa complementar sem validação científica e pouco falado. Oferecer a terapia do Reiki nos cuidados intensivos para uns foi visto como uma nova era. Como não foi aceite nos principais serviços de saúde na época, a prática do Reiki nos cuidados intensos deixou de ser tentada a continuar a sua aplicação em doentes. A opinião dos pacientes é que fizeram com que Karen continua-se a prática do reiki e a motivou a terminar o curso. Agora, 20 anos depois Karen completou a sua jornada no ciclo do Reiki de Cuidados Intensivos a Cuidados de Saúde Integrativos. Na posição de enfermagem nos cuidados intensivos, tornou-se certificada para fazer quimioterapia. Na Tufts MC tornou-se provedora RN / terapeuta de Reiki, no Centro Ambulatório de Cancro.

Pacientes com cancro muita das vezes procuram alternativas complementares com a finalidade de melhorar o bem-estar, uma forma de alterar os sintomas. No ambiente de oncologia, onde os pacientes enfrentam o medo do desconhecido e passam muitas vezes por tratamentos que podem ser difíceis, é especialmente importante, a necessidade de abordar os familiares e doentes tanto ao nível físico, como emocional e psicoespiritual. Os sintomas mais comuns nos pacientes com cancro são a dor, o “stress” emocional, depressão, ansiedade, insónia e fadiga, que em combinação pode ter um grande impacto na sua qualidade de vida. Dar aos pacientes uma escolha de terapia alternativa pode proporcionar uma maior autonomia e autocapacitação enquanto tratamento e sobrevivência. O Reiki é oferecido como uma prática de apoio gentil, não invasiva, não manipulativa, pode aliviar a tensão emocional e física e promover uma sensação de bem-estar físico e psicoespiritual. A terapia do Reiki quando é aplicada e depois relatada pelos pacientes, indica que os benefícios podem incluir alívio dos sintomas (ansiedade, dor, náusea, falta de ar), melhoria do humor, aumento de energia no final da sessão, durante o dia seguinte ou até mesmo durante uma semana. Outro benefício relatado é conseguirem descansar melhor. Karen, diz que com a experiência notou que os sinais vitais dos pacientes que estavam níveis acima do normal diminuíram, e que os que estavam abaixo do normal aumentaram, como se entrassem em equilíbrio durante uma sessão de Reiki.

 

Reportagem

Aqui pode ter acesso à reportagem completa da autora Karen Pischke em 2018. No caso de copiar este texto, peço o favor de colocar o endereço do “site” de onde tirou essa informação. Obrigado.

 

https://www.apre.pt/ficheirosreiki/3.pdf

 

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Morada da Sede

Rua do Xisto nº 150. Maia
Tel: 229 607 021 
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Horário: De 2º a 6º Feira das 10:00h às 18:30h

APRE Entidade Formadora Certificada

 

Receba a Newsletter

Inscreva-se na nossa lista de e-mails e será atualizado sobre as últimas notícias, sobre a associação.

 newsletter