Rua do Xisto nº 150,
4475-509 Nogueira Maia

(351) 229 607 021
info@apre.pt

Reiki e a organização mundial saúde (OMS)

|
Escrito por Sérgio Silveira

 

Sérgio Silveira

Presidente da APRE Associação Portuguesa de Reiki Essencial e fundador da Anastácia Centro de Terapias Alternativas 

www.apre.pt

REIKI E A ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (OMS)

Todos sabemos da importância do Reiki no mundo, mas o que pensa Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre isso?

Após algum estudo nesta matéria não se encontra o Reiki visto como uma terapia apoiada pela OMS. Agora a OMS, o órgão da Organização das Nações Unidas (ONU), pelo Decreto "Alma Ata" que criou a Medicina Alternativa Internacional e estabeleceu em 1962 a "The Open International University For Complementary Medicines", que envolve diversos segmentos tradicionais das medicinas não convencionais. A prática Reiki, embora empregue essa terminologia moderna, é uma prática milenar e está inserida no contexto das práticas terapêuticas alternativas, reconhecida pela OMS e consagrada no Extremo Oriente há centenas de anos." Entretanto, após uma pesquisa diretamente no site da OMS, apercebi que não havia a citação da palavra Reiki em absolutamente nenhum lugar. Mas um olhar mais atento apercebe-se que não se trata exatamente de Reiki e, sim, práticas com o mesmo "teor", baseadas no mesmo princípio de Energia Vital (Prana, Ki...), muitas delas citadas nominalmente no site.

Atualmente o site da OMS cita várias práticas não convencionais de saúde, inclusive Reiki em alguns trechos, versando sobre sistemas e pesquisas sobre tratamentos, mas NUNCA o citando como reconhecido oficialmente. Estou absolutamente certo, pelas experiências e resultados obtidos ao longo dos últimos anos de prática com Reiki, que isso não é absolutamente significativo para os seus praticantes. Não é o reconhecimento oficial, ou a ausência dele, que determina a eficácia do método.

Espero ter vindo contribuir para a clarificação das dúvidas levantadas sobre o Reiki e o reconhecimento pela OMS.

 

 

Comentários   

+1 #3 Celia Pereira 26-11-2015 11:14
Caro Prof. João Carlos,

2) O Decreto "Alma Ata" que criou a Medicina Alternativa Internacional e estabeleceu em 1962 a 'THE OPEN INTERNATIONAL UNIVERSITY FOR COMPLEMENTARY MEDICINES', envolve diversos segmentos tradicionais das medicinas não-convenciona is.A medicina tibetana entre outras medicinas de caráter regional, foi resgatada por este projeto da OMS, visando atender à parcela da população mundial que não tem acesso à assistência à saúde.

A prática REIKI, embora empregue essa terminologia moderna, é uma prática milenar e está inserida no contexto das práticas terapêuticas alternativas, reconhecida pela OMS e consagrada no extremo Oriente há centenas de anos.
Citar
+1 #2 rafael goncalves 16-12-2014 15:13
Olá Vítor.
O desconhecimento do que diz a OMS é normal e muitas pessoas ligadas ao reiki, pois lamentavelmente lemos textos na internet e não damos ao trabalho de ver no site da OMS. Aconselho a verificar nos textos que falam sobre a medicina alternativa, e chegará também a conclusão que não é mencionado a palavra reiki, mas sim terapias complementares. Um lapso em muitos sites a rectificar.
Citar
+1 #1 vitor reis 12-12-2014 14:27
Olá associação.
Tinha ouvido falar que o reiki era reconhecido pela OMS e que eles tinham como uma terapia recomendada. Agora neste texto vejo uma outra informação. Tem a certeza disso?
Citar

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Categoria: