Textos APRE

O que é o Reiki?

O que é o Reiki?

Não é fácil definir o que é Reiki. Qualquer pessoa que o tente definir decerto hesitará numa resposta pronta e objetiva. O Reiki vai muito para além daquilo que podemos compreender dele e todas as definições correm o risco de se tornarem redutoras dada a grandiosidade deste sistema. De uma forma simples, poderia defini-lo como um método de cura natural que funciona através da imposição das mãos onde um profissional de Reiki aplica a Energia Vital Universal a um recetor, proporcionando-lhe um equilíbrio energético a todos os níveis (físico, emocional, mental e espiritual). Muitas definições e tentativas de racionalização do que é a energia do Reiki foram já tentadas, no entanto, a melhor resposta e a melhor definição é aquela que é dada pelo corpo humano ao receber essa Energia: “uma sensação indescritível” e, por isso mesmo, não tem palavras. Da palavra Japonesa REI = Universal e KI = Energia Vital é a terapia energética da ativação e da aplicação da Energia Vital Universal, para promover o equilíbrio energético, prevenção das disfunções e para proporcionar maior qualidade de vida. 

KI ou Energia Vital é um conceito fundamental da cultura tradicional Japonesa. O termo KI (QI) pode ser associado de um modo bem amplo ao conceito ocidental de energia. É frequentemente traduzido como "ar" ou "respiração", e conceções filosóficas do KI são encontradas desde o início da história registada do pensamento japonês e chinês. Referências ao KI ou conceitos filosóficos semelhantes relativos a um tipo de energia metafísica que permeia e sustenta os seres vivos são encontradas em vários sistemas de crenças, presentes em culturas de todo o mundo, especialmente na Ásia. Apesar de o conceito do KI ser muito importante em diversas filosofias orientais, a sua descrição é variada e inclui aspetos de conflito entre as diferentes versões. Algo natural considerando-se os milhares de anos, os diversos países e grupos sociais que participam da elaboração desta tradição. Uma questão significativa é a de se o KI existe como uma força separada da matéria, se o KI surge a partir da matéria ou se a matéria surge do KI. Alguns budistas e taoistas são a favor do terceiro conceito, alguns budistas acreditam que a matéria é uma ilusão. Na Medicina Tradicional Japonesa e Chinesa afirmam que o corpo tem padrões naturais de KI que circulam por canais denominados meridianos em Português. Não é possível entender completamente o conceito de KI nas Medicinas Tradicionais Japonesa e Chinesa sem compreender também o conceito de Yin e Yang. Sintomas de diversas doenças são atribuídos a bloqueios, desequilíbrios e ruturas no movimento da energia vital através dos meridianos, assim como às deficiências e desequilíbrios do KI nos vários órgãos.

Um termo exclusivo aos que se iniciaram segundo os preceitos estabelecidos por Mikao Usui e os seus discípulos. A palavra Reiki (pronúncia ray-key) é uma prática espiritual desenvolvida pelo budista japonês Mikao Usui. O ensino foi continuado e adaptado por vários professores. Esta técnica usa as palmas das mãos como processo de cura. Através da utilização desta técnica, os Reikianos conseguem a transferência de energia de cura na forma de KI através as palmas das mãos. 

Terapia de Reiki, é uma combinação de vários métodos terapêuticos alternativos. Aplica-se um pouco de naturopatia, aromaterapia, meditação, cura religiosa, e muitos desses processos ajuda a resolver bloqueios e tensões de uma pessoa. Mas, é o conceito de transferência de energia para trazer o equilíbrio de forças para recuperar o equilíbrio, é o que faz com que esta terapia milenar japonesa seja única e imensamente popular. Existem alguns efeitos básicos numa terapia de Reiki que devemos salientar. Para a terapia funcionar com sucesso, tanto o profissional de Reiki e o paciente devem participar ativamente neste processo. O profissional de Reiki deve enviar a energia e o recetor deve estar preparado para aceitá-la abertamente. A aplicação da terapia de Reiki pode obter maiores ou menores resultados dependendo da maior concentração e dedicação do profissional de Reiki. Não há nenhum risco envolvido na terapia de Reiki para ambos. O recetor pode restringir a entrada da energia positiva, o que não causará nenhum efeito para a pessoa negativo. A terapia de Reiki pode trabalhar juntamente com qualquer outro medicamento ou terapia. 

É classificada como uma terapia complementar, e é por vezes classificada como medicina oriental por alguns organismos profissionais. Existem dois principais ramos do Reiki, referidos como Reiki Tradicional Japonês e Reiki Ocidental. Dentro de ambas as formas tradicionais e ocidentalizada de Reiki, há três graus de ensino.

Graus ou níveis de Reiki, foi o legado de Mikao Usui que nos deixou de forma a ensinar o Reiki de forma faseada aos alunos. Os três graus de Reiki que devem ser mantidos intactos na sua essência, permite em cada nível, que seja ativado determinada energia, e consequentemente uma fase de adaptação a essa energia. Entretanto, devido às influências das correntes ocidentais e acréscimos inseridos no sistema original de Mikao Usui, algumas técnicas foram retiradas, outras inseridas e os níveis sofreram alterações em conteúdo e em número de estágios. Mas pelo método original do Reiki, os três níveis dividem-se da seguinte forma: Shoden (são os primeiros ensinamentos, focados principalmente no corpo físico, nos princípios do Reiki e na autocura. Corresponde ao grau de iniciado). Okuden (ensinamentos mais profundos, com foco nas estruturas mentais, emocionais e espirituais, pois quando essas estruturas estão em desarmonia, impedem o ser humano de realizar o seu potencial criativo. Níveis mais avançados de aprofundamento. Conhecimento para a mestria interior do ser. Corresponde a Terapeuta de Reiki). Shinpiden (ensinamentos mais focados no campo espiritual. Conhecimento para a mestria do Reiki e as iniciações. Corresponde ao grau de Mestre de Reiki).

Algumas escolas de Reiki afirmam que ministram o “ensinamento original” e desprezam todos os outros. A verdade é que não existe um ensinamento original. O Reiki está vivo, portanto, está sempre em mutação, sempre fluindo e expandindo-se. O Reiki e o dogmatismo não se misturam. O Reiki é um método simples, natural e seguro de cura espiritual e autoaperfeiçoamento que todos podem usar.  Tem sido eficaz para ajudar praticamente todas as doenças conhecidas, e também trabalha em conjunto com todas as outras técnicas médicas ou terapêuticas convencionais para aliviar os efeitos colaterais e promover a recuperação. Uma técnica simples de aprender, e a capacidade de usar o Reiki não é ensinado no sentido usual, mas é transferido para o aluno durante uma iniciação de Reiki. Essa habilidade é passada durante uma iniciação presencial dada por um Mestre de Reiki, e permite que o aluno se ligue a uma energia vital continua para melhorar a saúde e melhorar a qualidade de vida. O seu uso não depende da nossa capacidade intelectual ou desenvolvimento espiritual e, portanto, está disponível para todos. O Reiki é de natureza espiritual, e não é uma religião.  Não tem nenhum dogma, na verdade, o Reiki não depende da crença individual ou coletiva e funciona independente das crenças. Entrar no mundo do Reiki, é começar a viver numa aventura apaixonante de constantes descobertas interiores, sensações, sentimentos, é iluminar o amor e compaixão que reside no coração dos seres humanos e compreender que somos todos UM.

Até aos tempos atuais concluiu-se pelas organizações médicas que "as provas são insuficientes para sugerir que o Reiki é um tratamento eficaz para qualquer condição. Portanto, o valor do Reiki permanece não comprovado." 

Morada da Sede

Rua do Xisto, n.º 150 . 4475-509 Maia
Tel: 229 607 021
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Horário: De 2.º a 6.º Feira das 10:00h às 18:30h

Livro de Reclamações

Licenças e Certidões

Entidade Reguladora da Saúde

Licença de Funcionamento 20247/2021
Certidão de Registo E152912