Rua do Xisto nº 150,
4475-509 Nogueira Maia

(351) 229 607 021
info@apre.pt

Ser Mestre de Reiki

|
Escrito por Sérgio Silveira

 

Sérgio Silveira

Presidente da APRE Associação Portuguesa de Reiki Essencial e fundador da Anastácia Centro de Terapias Alternativas 

www.apre.pt

UM CAMINHO DE EVOLUÇÃO

Falo deste tema sobre ser um bom Mestre de Reiki. Muito se fala em ser Reikiano, falar como um Reikiano, agir como um Reikiano e sentir como um Reikiano. Mas o que realmente tenho assistido é ver pessoas com cursos, e mais cursos e nada possuem no seu interior. São ocos, vazios e desprovidos dos mais elementares princípios culturais e morais. Custa-me ver para onde se têm desenvolvido nos últimos anos a evolução do ser humano, e hoje temos tudo na nossa mão para mudar. Também tenho visto que mudar e alterar comportamentos são para muito poucos, e aqueles que empenham em mudar o seu "canto nesta terra" sofrem claramente muitas provas as suas mudanças. Não são somente provas físicas ou emocionais, são sim provas à sua capacidade de aguentar e lidar com tanta falsidade e hipocrisia.

 

Como Mestre de Reiki já aprendi a aceitar isso como "natural" em algumas pessoas, pois ainda não possuem a clareza de pensamento para mudarem. O que mais me custa é ver determinados Mestres de Reiki, a assumirem atitudes perante os outros de uma forma, e mal viram as costas modificam-se e tomam outras atitudes. Ser Mestre de Reiki é assumir de umas vezes por todas a nossa própria identidade, tirando as mascaras e fazendo que nos possa libertar dos vícios e as atitudes mais negativas. Ser uma coisa agora e outra depois, não faz parte de um Reikiano e muito menos de um Mestre de Reiki. Falo principalmente quando ouço algumas pessoas a falarem que o reiki devia ser dado de graça a quem precisa, que nós os reikianos devíamos aplicar a quem precisa sem levar dinheiro, pois o Reiki é do Universo e é de todos e que essa é uma das nossas obrigações. Parece-me a mim que existe muitas confusões nessas mentes perturbadas de tanto stress, ou uma falsa maneira de alcançarem algo dos outros.

 

Ser Mestre de Reiki não é um estatuto, não somos gurus e não estamos acima dos outros. Somos pessoas e humanos que alcançamos pela determinação, esforço, disciplina e uma atitude positiva os nossos objetivos pessoais. Se nós conseguimos, os outros também podem o fazer. O que vejo, é que é mais fácil dizer que preciso de mudar, estou mal na vida, e serem os outros a mudar por mim. Pois sabemos que mudar interiormente somente muito poucos o fazem verdadeiramente.  Sendo assim utilizam frases já ditas por outros que precisamos de ajudar, pois senão acontece algo de mau à nossa vida ou que não estamos na senda da espiritualidade, mas no caminho da ganância. Têm claramente a lição estudada. Mas como Mestre de Reiki aconselho a não se deixar levar por esse caminho, e a não se deixarem levar pelas simples palavras. Se estão na senda da espiritualidade aprendam a ouvir o que o vosso coração vos diz, e atingirmos a ligação à nossa alma. Sem isto estaremos a merecer de tantos abutres e aves de rapina.

 

Se entrei na espiritualidade foi primeiramente para me encontrar, descobrir respostas, entender mais a minha vida. Se fui abençoado para ensinar e deste meu ensinamento o Universo me devolveu em ganhos materiais e espirituais, então tudo me diz que estou no caminho certo. Não me impede de fazer o bem, e também a caridade aos outros sem esquecer os compromissos que fiz após a minha iniciação de Reiki. E esses compromissos foram proteger a minha família, sustentar e apoiar de forma a não terem que passar tantas dificuldades, e não me libertar completamente de todo os bens materiais, só pelo simples facto de estar na espiritualidade. Na realidade tanto o espiritual como o material no seu estado mais elevado, devem ser o reflexo do Divino. Outra conceção errada que podemos ter, é a de que para sermos espirituais, precisamos de nos afastar do mundo que nos rodeia. A verdadeira espiritualidade não é deixar o mundo físico para trás, mas sim embutir o mundo físico no Espírito. Por outras palavras ter os pés assentes no chão e ser prático é uma parte e uma parcela da espiritualidade. A iniciação a este nível pede-nos que cuidemos eternamente daqueles por quem somos responsáveis e que não negligenciamos os nossos deveres para com os outros, por estarmos “na senda da espiritualidade”.

 

Se não fosse assim porque que os médicos com os seus códigos deontológicos e morais de servirem para ajudarem todos aqueles que precisam de cuidados médicos, cobram por tratar dos doentes e não o fazem gratuitamente? Porque é que os padres com a sua ligação ao Divino e a Deus, que apregoam a paz mundial e a ajuda aos mais carenciados e necessitados, quando realizam enterros e fazem batismos pela graça de Deus, cobram dinheiro por esses rituais? Se o fazem é porque dedicaram tempo e dinheiro a aprenderem e a estudarem, e agora dedicam-se a ajudarem os outros cobrando. Então sendo assim, porque é que alguns acham que depois de seres um Mestre de Reiki, também não podes cobrar pelos teus processos? Os médicos e os padres também não estão na mesma senda da espiritualidade e da cura e cobram. Pensa bem e vais ver que nada te bloqueia se o tiveres de o fazer.

 

Não estou contra aqueles que dedicam a sua vida a ajudarem sem interesses econômicos pois caso sejas uma dessas pessoas, então a tua vida tem te corrido muito bem para fazeres tão grandiosa e difícil obra. Mas há outros que ainda não possuem a riqueza econômica para ajudarem todo o mundo. Se pertences ao grupo de pessoas que ainda não alcançaram a estabilidade econômica para o fazer, mas tens de cobrar pelos teus serviços, o que te digo é que levantes a cabeça e assumes a tua própria identidade e faz o que te é certo. Não tentes passar uma imagem daquilo que não és somente para agradar aos outros. Mas cedo ou mais tarde se fizeres o teu trabalho honestamente e sem prejudicar os demais, as recompensas são as merecidas.

 

Escolhe o teu caminho, ouve a tua voz interior e respeita a liberdade dos outros, e assim se faz um bom Mestre de Reiki. Que o teu caminho te ilumine e te mostre a verdadeira essência da vida.Escolhe o teu caminho, ouve a tua voz interior e respeita a liberdade dos outros, e assim se faz um bom Mestre de Reiki. Que o teu caminho te ilumine e te mostre a verdadeira essência da vida.

Texto escrito por Sérgio Silveira, retirado do site www.centroanastacia.com

 
 
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Categoria: /