Rua do Xisto nº 150,
4475-509 Nogueira Maia

(351) 229 607 021
info@apre.pt

Os 7 Chakras

|
Escrito por Sérgio Silveira

 

Sérgio Silveira

Presidente da APRE Associação Portuguesa de Reiki Essencial e fundador da Anastácia Centro de Terapias Alternativas 

www.apre.pt

7 CHAKRAS O SISTEMA DAS ENERGIAS DO CORPO HUMANO

A palavra chacra ou chakra vem do sânscrito e significa "roda", "disco", "centro" ou "plexo". A forma como os chakras são vistos por clarividentes é como vórtices (redemoinhos) de energia vital, espirais girando em alta velocidade, vibrando em pontos vitais do nosso corpo. Os chakras são pontos de intersecção entre vários planos e através deles o nosso corpo etérico se manifesta mais intensamente no corpo físico. Os vedas no ano 2.000 a. C. encontraram os mais antigos registos sobre os chakras de que se tem notícia. Quando foram escritos, a ioga já sistematizava o conhecimento e o trabalho energético dos chacras.

 

São sete os principais chacras, dispostos desde a base da coluna vertebral até ao alto da cabeça e cada um corresponde a uma das sete principais glândulas do corpo humano. Cada um destes chakras está em estreita correspondência com certas funções físicas, mentais, vitais ou espirituais. Num corpo saudável, todos esses vórtices giram a uma grande velocidade, permitindo que a "ki", flua para cima por intermédio do sistema endócrino. Mas se um desses centros começa a diminuir a velocidade de rotação, o fluxo de energia fica inibido ou bloqueado - e disso resulta o envelhecimento ou a doença. Os chacras são conectados entre si por uma espécie de tubo etérico, conhecido como Nadi, ao longo do eixo central do corpo humano, por onde dois outros canais alternados "Ida" que sai da base da espinha dorsal à esquerda de sushumna e "pingala" à direita (na mulher estas posições estão invertidas).

Os nadis conduzem e regulam o "prana ou ki" (energias yin e yang) em espirais concêntricas. Estes nadis são os principais, entre milhares, que percorrem todo o corpo em todas as direcções, linhas, meridianos e pontos. Para os hindus os nadis são sagrados, é por meio da "Sushumna" que o yogi deixa o seu corpo físico, entra em contacto com os planos superiores e traz para o seu cérebro físico a memória de suas experiências.

O nosso corpo físico tem uma ligação subtil com o mundo astral. É através do desequilíbrio desta energia vital que as pessoas adoecem e acabam obstruindo esta ligação com o Divino. Daí, a relação entre as doenças e as crises emocionais. É muito comum ver pessoas que acabam somatizando e transformando energias negativas, depressão, raiva, solidão, em doenças físicas, como cancro e outras mais graves. O nosso corpo físico tem pontos, que quando activados, fazem fluir a energia vital, trazendo-nos alegria e, principalmente, saúde. É através dos nadis (meridianos) - caminhos invisíveis dentro do nosso organismo - que a energia vital caminha por todo o nosso corpo e chega aos chakras, em pontos que concentram vibrações mais específicas, conforme veremos a seguir.

Um sistema comum de chakras descreve que há 7 vórtices de energia principal, no corpo humano. De acordo com textos antigos é no chacra onde 216 nadis ou meridianos (canais de energia) se cruzam entre si, formando espirais de energia. Existem milhares de chacras menores, por exemplo nos pés, mãos, orelhas, etc. 

Chakras são os principais centros de poder espiritual no corpo humano e são círculos de energia que armazenam o equilíbrio, e distribuem as energias de toda a vida através do nosso corpo físico ao longo do corpo subtil. O corpo subtil é o corpo não físico ou também conhecido como a nossa alma ou espírito, que sobrepõe o nosso corpo físico. 

A crença nos chakras começou na Índia, e é utilizado na medicina ayurvédica. Dependendo do ambiente que os rodeia e das actividades, alguns chakras podem estar mais activos do que outros. Cada um dos chakras está ligado a funções físicas e a estados mentais e emocionais, estando igualmente associado a uma cor.

 

Textos retirados do Livro "Reiki Essencial o Manual dos Mestres" dos autores Sérgio Silveira e Conceição Pereira - www.centroanastacia.com

 
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Categoria: