Rua do Xisto nº 150,
4475-509 Nogueira Maia

(351) 229 607 021
info@apre.pt

Formação Avançada dia 25 Janeiro na Maia

|
Escrito por APRE

Foto da formação avançada de reiki no dia 25 Janeiro na Maia.

Formação Avançada para Terapeutas e Mestres de Reiki

Terminou a nossa primeira formação avançada para Terapeutas e Mestres de Reiki organizada pela APRE. Contamos com 36 pessoas neste evento e foi um dia dedicado as terapias complementares. Quero agradecer a presença dos nossos participantes e pela sua dedicação e colaboração neste evento. Contamos em breve estar no Algarve no Monte Mariposa em Março.

 

Para estabelecer uma ponte segura entre o Mestre ou Terapeuta e o futuro, é imprescindível um ensino de qualidade, formadora de praticantes de Reiki comprometidos e orientados para uma vida social solidária e preparados para os desafios de uma sociedade cada vez mais interessada na informação e no conhecimento da cura energética. Por isso é necessário fazer um esforço emergencial para enfrentar a escassez crescente de praticantes de Reiki qualificados nas áreas do ensino e do processo de cura energético.

 

A superação dessa situação se dará pelo investimento intensivo em todos os níveis da educação formal, no ensino técnico e mental, pela ampliação do acesso a novas técnicas e pelo desenvolvimento progressivo em espaços de aprendizagem. Assim sendo a APRE Associação Portuguesa de Reiki Essencial informa que os praticantes de Reiki de grau 1, 2 e 3 terão interesse em participar nos cursos de reciclagem de conhecimentos elaborados por está associação de Reiki, que certifica e reconhece os cursos de aperfeiçoamento. Salientamos os seguintes pontos:

 

1. Construção de um sistema nacional de ensino de Reiki para promover uma maior articulação entre espaços e escolas de Reiki, regiões e cidades, definindo-se as suas atribuições e responsabilidades para superar as disparidades no ensino e na aplicação de Reiki a outros, ao mesmo tempo em que se reconheçam as diversidades que devem ser respeitadas no processo pedagógico.

 

2. Educação como prioridade principal é urgente, pois é preciso assegurar um investimento pessoal que aprimorem o ensino correto no país e a ampliação dos valores per capita anuais investidos pelos Terapeutas e Mestres de Reiki.

 

3. Novos conhecimentos nos praticantes de Reiki, pois é preciso reorientar o conhecimento e os modos de organização dos Mestres e Terapeutas, considerando-se como eixos centrais: a educação da história do Reiki, as questões socioculturais do Reiki atualmente, a diversidade cultural no ensino e as técnicas nos processos de cura, que se tornam cada vez mais dinâmicas.

 

4. Melhoria da qualidade da educação básica de modo a garantir as aprendizagens de todos os alunos. A qualidade da educação passa pela valorização dos Mestres de Reiki, priorizando-se a sua formação inicial e continuada e também pelo estabelecimento de planos de carreira e salários dignos. Com o objetivo de garantir que os Mestres de Reiki se apropriem de novas bases educacionais e das técnicas de ensino, é importante a realização de um pacto educacional para o estabelecimento de parcerias com todas as escolas e associações para que o redireccionamento da formação dos professores responda aos novos desafios da sociedade.

 

5. Valorização dos profissionais de saúde energética e garantir a mudança do quadro atual da educação nas escolas de Reiki, que deve passar por um resgate do reconhecimento e respeito da importância social dos profissionais de cura energética. Promover e investir na melhoria das condições de trabalho e dos planos de carreira, assim como fortalecer programas de formação inicial e continuados adequados e de qualidade. Estabelecer um grupo de compartilhamento de experiências e construção coletiva do conhecimento e garantir o acesso aos restantes alunos e interessados.

 

6. Educação Integral, de forma a garantir as aprendizagens dos alunos de Reiki com ênfase numa educação integral, em que se considerem tanto as dimensões afetivas, físicas e cognitivas do desenvolvimento do aluno, como as aprendizagens, tempos, valores e atitudes nos diversos campos do conhecimento. O reconhecimento de inúmeras oportunidades existentes na sociedade atual possibilita a implementação destes alunos, de modo a se respeitar as diferentes realidades educacionais.

 

7. Consolidação dos direitos coletivos e valorização da diversidade sociocultural e promover o desenvolvimento de políticas centradas nas regiões de forma a priorizar e apoiar de forma articulada os cursos e sessões de Reiki voltados aos interessados, combatendo as desigualdades regionais de forma a atender às demandas específicas de cada região. Efetivar a erradicação do desconhecimento desta terapia e promover a importância às diferentes realidades educacionais e especificidades de cada região.

 

8. Ensino médio e profissionalizante, que passa por definir parâmetros atuais para o ensino do Reiki que promovam o crescimento do número de matrículas e numero de praticantes. Expandir a rede de escolas técnicas de Reiki para responder às necessidades atuais do mercado de trabalho, priorizando-se as profissões relacionadas as terapias energéticas.

 

9. Infraestrutura para o capital humano, passam por ampliar o acesso a escolas de Reiki, associações de Reiki, centros de partilhas e eventos organizados que apresentem condições adequadas no que se refere aos equipamentos necessários à prática do Reiki.

 

10. Estabelecer um diálogo constante entre saber científico e energético, criando incentivos para que todos os estudantes de Reiki realizem atividades relacionadas com as técnicas energéticas procurando confirmar a eficiência e bons resultados desta terapia. Ampliar o conhecimento para os alunos universitários, integralizar as atividades de Reiki nos cursos curriculares.

 

Assim sendo teríamos num futuro próximo um ensino e sessões de Reiki, com a maior qualidade e um critério de seleção controlada. Obviamente irá refletir num ensino de melhores Terapeutas e Mestres de Reiki, o que irá salientar a importância crescente dos processos de cura energética na sociedade.

 

Sérgio Silveira

Presidente da APRE

www.apre.pt

 

PROGRAMA DA FORMAÇÃO

ENERGIA KI

O que é a energia Ki, a energia Ki e a mente e a energia Ki e o corpo humano.
Como aceder à energia Ki e criar e gerar a energia Ki

9 ATITUDES QUE RETIRAM ENERGIA DA NOSSA MENTE

Falta de perdão, Pensamentos obsessivos, Fugir do presente.

MEDITAÇÃO

Introdução à meditação. Meditação para potenciar a saúde e para a paciência, e a benevolência da alma.

EXERCÍCIOS PRÁTICOS PARA CANALIZAR O KI

Exercícios práticos. Sentir a energia Ki de uma outra pessoa.
Método de respiração profunda com retenção do Tanden.

MERIDIANOS

Os meridianos energéticos. Meridianos Yin e Yang.

AURA OU CORPO BIOPLASMÁTICO

Camadas da aura e as cores da aura. A aura externa  e Aura interna.
Varrimento bioenergético no Reiki.

INDICAÇÕES SEGURAS PARA UM TERAPEUTA

Cinco indicações a evitar numa cura.

OUTRAS TÉCNICAS DE TRATAMENTO

Técnica base para retirar a energia doente.

TÉCNICAS DIVERSAS DE CURA PELO REIKI

Técnicas primeiro socorros.

TRATAMENTOS BÁSICOS PARA DETERMINADAS DOENÇAS

Baixar a febre, Problemas nos olhos, Ouvidos e Garganta.
Dor de cabeça, Asma, Tensão arterial alta, Fracturas.

KI KONG DO – EXERCÍCIOS FÍSICOS

Exercícios de Aquecimento.
Posição da Árvore, da Folha, Posição das Mãos de Nuvem e da Lua.
 

Local:

Rua Dr. Fernando de Araújo de Barros, 59 em Santa Maria de Avioso na Maia.

Horário:

Das 10:00 até as 17:00.

Valor:

15€ para associados com as quotas em dia e 25€ para as restantes pessoas. Haverá a necessidade de adquirir o livro "Formação Avançada para Terapeutas e Mestres de Reiki" no valor de 10€. Inscrições limitadas a 30 pessoas.

Diploma:

Será entregue um certificado passado pela associação de Reiki, que acredita a formação obtida nesta formação e será um comprovativo do seu empenho e dedicação ao Reiki. 
 
 

Fotos do Evento

 

 

 
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Categoria: