Rua do Xisto nº 150,
4475-509 Nogueira Maia

(351) 229 607 021
info@apre.pt

Manual de conduta ética na Formação (APRE-PAF-082011)

|
Escrito por APRE

Na sequência de um trabalho efectuado pela APRE, na conjugação e alinhamento no ensino e formação de praticantes de Reiki, foi desde logo salientada a importância de se implementar um plano de acção na área de formação no Reiki Essencial. Este plano de acção tem como referência o número APRE-PAF-082011. O início deste plano na APRE e a perspectiva defendida pelo grupo de trabalho, visam aconselhar e orientar a formação de Reiki no grau Shoden (grau I), Okuden (grau II) e Shipinden (grau III) de forma a enquadrar os diversos ensinamentos dos cursos de Reiki Essencial dos nossos associados. Sendo assim o modelo apresentado é adequado às necessidades de ensino e formação dos futuros praticantes. 

As bases de ensino diversificadas que são utilizadas pelos diversos Mestres de Reiki, dados através da sua própria experiência é sempre uma maior valia, como também as técnicas de Reiki dadas estão bastante generalizadas. A lógica deste modelo de ensino visa orientar e disciplinar o ensino de Reiki em Portugal, e dar uma consistência mais segura e com padrões normalizados de técnicas como de diagnósticos no Reiki, de forma a todos estarmos bastante co-relacionados com um ensino mais correcto e seguro para todos. 

Na generalidade apesar da informação sobre os cursos e formações de Reiki Essencial ser recolhida e relatada regularmente, é difícil obter informação completa e apropriada. A informação sem qualidade pode causar mais prejuízos do que vantagens, no ensino de um futuro praticante de Reiki. Contudo, a obtenção de informação e técnicas fiáveis e de qualidade pode ser morosa e dispendiosa. 

Em Portugal, a classificação e organização da formação de Reiki não é feita por nenhuma associação, e sendo assim a APRE vai dar um primeiro passo na regularização do ensino de Reiki Essencial em Portugal. Nesta primeira fase daremos importância à matéria ensinada (história do Reiki, linhagens, símbolos, princípios do Reiki, chakras, auto cura) como as técnicas utilizadas em cada grau (cura aos outros, diagnóstico, análise, técnicas de iniciação) e ao nível do tempo e acompanhamento em cada grau (apoio pós curso, partilhas, aulas de apoio, worshops). 

Nesse sentido e decorrente desta necessidade sentida não só por vários profissionais de Reiki no terreno como pelas escolas, organismos, associações, e dada a importância deste tipo de informação para planeamento da formação dos futuros praticantes, esta associação considerou prioritário a constituição de um grupo de trabalho que abordasse esta problemática e avançasse com um plano de acção na área da formação de Reiki Essencial. 

Para tal, foi constituída uma equipa de âmbito nacional composta por Mestres de Reiki Essencial, que iniciou o seu trabalho em Maio de 2011. 

 

FAÇA AQUI O DOWNLOAD DO TEXTO

APRE-PAF-082011

Manual de Conduta Ética Profissional na Formação e Ensino de Reiki

14 páginas - documento aprovado pela Direção da APRE

Criado em 09/11/2011

 

CONTRIBUTO DOS ASSOCIADOS:

Sérgio Silveira - associado APRE-00001-PT

Conceição Pereira - associada APRE-00002-PT

 

PLANOS DE AÇÃO E FORMAÇÃO NO REIKI ESSENCIAL

ÁREA DE FORMAÇÃO - COR DOURADA - MANUAL DE CONDUTA ÉTICA PROFISSIONAL NA FORMAÇÃO E ENSINO DO REIKI 

 

INTRODUÇÃO

São objectivos deste grupo

PLANO DE DIVULGAÇÃO

Divulgação pelo Grupo de trabalho aos associados

Divulgação pelas associações

Divulgação a população em geral

PREPARAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE UM CURSO

Recrutamento e selecção dos praticantes de Reiki

DURANTE A FORMAÇÃO DO CURSO DE REIKI

CURSO DE REIKI ESSENCIAL E A SUA ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL

Programa do Curso Shoden

Programa do Curso Okunden

Programa do Curso Shinpiden

 

São objectivos deste grupo: 

1.Desenvolver um plano de acção, faseado, a implementar de forma uniforme e sistemática na formação de Reiki nos diversos graus; 

2.Desenvolver um plano de formação nacional para Associações de Reiki;

3.Desenvolver um plano de formação nacional para Mestres de Reiki;

4.Acompanhar e monitorizar o ensino do Reiki Essencial em Portugal;

5.Propor recomendações de novas técnicas para o ensino de Reiki Essencial de forma a aumentar a qualidade na formação. 

 

Com vista a tornar possível no médio prazo a implementação de um modelo de ensino de Reiki Essencial baseado nas necessidades de formação dos futuros praticantes de Reiki, é fundamental o trabalho em desenvolvimento no âmbito deste grupo. A sistematização e regulação da formação de Reiki Essencial e a uniformização de critérios de ensino, permitirá uma gestão dos cursos mais rigorosa, a utilização de normas de orientação Reikiana, critérios de referenciação e técnicas de Reiki mais “convergentes” entre os diferentes graus de Reiki. 

 

Plano de Divulgação

O plano de divulgação deste projecto para a melhoria do ensino de Reiki Essencial em Portugal deverá ocorrer em três momentos distintos:

 

1) Divulgação pelo Grupo de Trabalho aos associados

Nesta fase o grupo de trabalho vai informar os seus associados sobre o Manual de Conduta Ética Profissional na Formação e Ensino do Reiki (APRE-PAF-082011) e explorar em conjunto com os seus associados a necessidade e a importância deste plano de formação. Conhecer as opiniões e fazer as alterações necessárias ao plano. Em termos nacionais é importante compreender que este plano de formação permitirá alcançar um ensino normalizado entres todos os associados e escolas, de forma mais eficiente e mais equitativa, sendo expectável que a médio prazo seja possível a implementação de um modelo de ensino nesta associação. É essencial o envolvimento dos associados uma vez que grande parte do acompanhamento e recolha de informação, vêm das suas experiências.

 

2) Divulgação pelas associações

Conhecendo os objectivos para os quais foi constituído o grupo de trabalho e as vantagens decorrentes da implementação destas orientações, para todos os intervenientes neste processo, é essencial que cada associação dê a conhecer e incentive os seus associados, na implementação deste Manual de Conduta Ética Profissional de Ensino e Formação de Reiki, pelas vantagens que daí decorrem para cada associação. É essencial motivar as associações neste processo pois são os mensageiros e promotores de toda a informação junto dos seus associados e que na prática farão do ensino mais equitativo.

 

3) Divulgação à população em geral

Divulgação e implementação do Manual de Conduta Ética Profissional na Formação e Ensino do Reiki, através da página oficial da APRE, comunicação aos seus associados, à comunicação social, aos Representantes Locais e de todos os elementos fundamentais para o sucesso deste projecto. É importante nesta fase garantir que as pessoas compreendem a importância de terem um bom ensino regularizado por todas as escolas e Mestres de Reiki. É fundamental também realçar a importância de um ensino de Reiki uniforme e realizado de forma sistemática, pois só desta forma, e com o contributo de todos, é possível ambicionarmos ao reconhecimento legal e consequentemente termos a possibilidade de orientar esforços em determinado sentido, tendo por pressuposto a necessidade de evolução de cada cidadão.

 

PREPARAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO CURSO DE REIKI ESSENCIAL

Na fase do processo de preparação ou organização dos cursos de formação do Reiki de grau I (Shoden), II (Okunden) ou III (Shinpiden), o Mestre de Reiki em conjunto com a sua equipa de formação, estabelecem qual a melhor forma de aproximação aos potenciais praticantes de Reiki para o curso. As actividades de aproximação aos futuros praticantes são delineadas pelos próprios Mestres de Reiki, como também as estratégias e actividades antes e depois do curso (relaxamento, meditação, aulas de apoio, etc) que possam de alguma forma ser prática do ensino, e da experiencia de cada Mestre de Reiki.

 

PREPARAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO CURSO

Recrutamento e selecção dos praticantes de Reiki. Para um praticante de Reiki aderir a um dos cursos de Reiki deve efectuar o seguinte procedimento. 

 

1. Contacto directo com a Escola ou Espaço de Reiki

2. Análise curricular do Mestre de Reiki e da Escola ou Espaço de Reiki;

3. Verificação se é um Mestre reconhecido e inscrito numa associação;

4. Necessário o registo da inscrição no curso por parte do aluno. Esse registo deve indicar os seguintes dados (nome completo, data de nascimento, localidade, contactos, profissão e informações adicionais);

5. Saber antecipadamente o dia, a hora e a roupa necessária para trazer para o curso de reiki;

6. Definir os cuidados a ter antes desse curso (alimentação e locais a não frequentar);

7. Saber a linhagem de ensino e métodos aplicados;

8. Muito importante saber a duração do curso, valores e aulas de apoio.

 

Em relação ao Mestre deverá ter o seguinte procedimento em relação ao futuro praticante de Reiki Essencial

1. Análise do aluno e das suas formações anteriores na área holística;

2. Entrevista individual para analisar os seus objectivos pessoais,

3. Sessão individual de cura para analisar os seus campos energéticos;

4. Aconselhamento de fazer um curso ou não, e quais são os indicadores contrários para a não integração no curso (incapacidade de aprendizagem, doença mental, etc)

 

DURANTE A FORMAÇÃO DO CURSO DE REIKI

1. Abertura do curso e apresentação do programa do curso;

2. Apresentação da equipa de formação no curso (se aplicável);

3. Explicação do programa e objectivos finais;

4. Entrega de certificados.

 

Durante o curso de Reiki Essencial são efectuadas perguntas, tanto no inicio e no final de cada módulo ou com uma periodicidade a estabelecer de acordo com cada Mestre de Reiki, salvaguardando sempre o acompanhamento adequado. No final do curso, recolha informal dos indicadores de satisfação, dos sintomas e sensações tidas e aconselhamento de medidas correctivas pós o curso. Atendimento permanente aos praticantes de Reiki durante e fora do horário normal da formação, de forma a assegurar um apoio contínuo.

 

CURSO DE REIKI ESSENCIAL E A SUA ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL

Destinatários

População geral dos 8 anos aos 88 anos, desde que tenham a vontade e a necessidade de evoluírem. Não são necessários conhecimentos prévios sobre o Reiki.

 

Objectivos dos cursos de Reiki

Saber a importância do Reiki na sociedade, entender as origens do Reiki, aprender sobre os chakras e as suas funções, aprender a fazer uma auto cura, símbolos de Reiki e os princípios que regem o Reiki.

 

Duração do Curso

Cursos com uma duração entre 25 horas e às 48 horas de formação, incluindo aulas de apoio.

 

Local do Curso

A definir de acordo com cada Mestre de Reiki

 

Material entregue a cada praticante

1. Um manual completo sobre o programa a ensinar, 

2. Normas e regras de admissão ao curso,

3. Um certificado de aproveitamento, 

4. Um cd de música (facultativa).

 

CRITÉRIOS E METODOLOGIAS DE AVALIAÇÃO

É feita uma avaliação diagnóstica do aluno no início do curso e no final do curso. O formando irá ser avaliado pelas presenças nas aulas, na postura comportamental e nos temas apresentados na formação. O formador avaliará o formando e dará no final um certificado que indicará o comprovativo de ter adquirido a capacidade técnica, segundo as normas da formação. Está formação têm o reconhecimento pela DGERT que é o reconhecimento que é dado à entidade. A certificação reconhece a capacidade técnica e pedagógica da entidade para executar formação e é concedida por áreas de educação e formação, em vez de domínios de intervenção no ciclo formativo e sem a validação específica na forma de organização de formação a distância. A certificação constitui um requisito obrigatório para o acesso aos programas de financiamento público, nacional ou comunitário, da formação profissional. A certificação em determinada área, curso ou acção de formação, definida em legislação setorial, habilita a entidade formadora a desenvolver a atividade de formação profissional alvo dessa regulamentação.

 

APRE-PAF-082011

Plano de Acção de Formação - REIKI I – SHODEN – Boas práticas

 

SUMÁRIO

Normas de ensino de Reiki Essencial

 

APRESENTAÇÃO

Uma norma técnica (ou padrão) é um documento, normalmente produzido por um órgão oficialmente acreditado para tal, que estabelece regras, directrizes, ou características acerca de um material, produto, processo ou serviço. A obediência a uma norma técnica, tal como norma ISO ou ABNT, quando não referendada por uma norma jurídica, não é obrigatória. A auto-regulamentação do Reiki pressupõe uma atitude voluntária dos profissionais e praticantes na base de uma consciência prática e madura da necessidade da autodisciplina que abrangerá os pontos básicos, estabelecendo regras éticas e técnicas de actuação, tais como normas técnicas, condutas éticas, os quais deverão ser cumpridos não por força de Lei, mas sim, por força contratual que se estabelece

 

1. APRESENTAÇÃO DO GRAU 1 DE REIKI ESSENCIAL - SHODEN

Tema deste grau “a descoberta e o acordar do Curador Interior”

 

1.1 PROGRAMA DO CURSO

Será de extrema importância no curso de grau I falar das seguintes matérias neste módulo inicial. Desta forma estará a uniformizar os procedimentos de ensino na linhagem do Reiki Essencial.

1.2 Os princípios do Reiki defendidos pelo Mikao Usui. Necessária uma explicação detalhada de cada princípio;

1.3 As origens do Reiki, o seu nascimento e como chegou ao Ocidente. Definir cronologicamente a caminhada do Reiki desde o seu nascimento, até o aparecimento nos EUA;

1.4 Definir qual é a sua linhagem e quem são os seus anteriores Mestres de Reiki. Mostrar uma tabela genealógica dos seus anteriores Mestres de Reiki; 

1.5 Definir as diferenças entre as várias linhagens, e porque surgiram;

1.6 Explicar o que é o Reiki verdadeiramente de uma forma clara e prática;

1.7 O que é o Ki como energia Vital. Definir de onde provêm e como se movimenta à nossa volta;

1.8 Definir quais são as 4 leis do universo no Reiki, e explicar com exemplos cada uma;

1.9 Ensino de um dos símbolos de Reiki Cho-Ku-Rei (dependente de cada Mestre e deverá ser explicado o porque de ensinar neste grau inicial);

1.9.1 Explicar o que são os Chakras e a indicação de cada um no corpo humano e as suas funções básicas (Chakra Base, Umbigo, Plexo Solar, Coração, Garganta, 3 Olho e Coroa);

1.9.2 Falar das primeiras auto-curas e os sintomas que surgem dessa aplicação, e ajudar a perceber o porque dessas sensações;

1.9.3 Explicar as posições das mãos e como se colocam no nosso corpo;

1.9.4 A preparação da auto-cura a nós próprios e as posições das mãos no nosso corpo. Compreender como se movimenta a energia e a função da auto-cura;

1.9.5 Falar e explicar as primeiras sessões de Reiki a outros, os seus procedimentos e a preparação de cura a outros. As responsabilidades inerentes à cura dos outros e o apoio dos Mestres nesses processos;

1.9.6 Mostrar as posições das mãos quando estamos curando outras pessoas;

1.9.7 Demonstrar como fazer aplicações rápidas de Reiki do alívio do Stress, Reiki às crianças, Reiki aos animais, Reiki às plantas e como primeiros Socorros; 

1.9.8 Falar das normas e regras de admissão ao curso de Reiki, e da sua avaliação tanto teórica como prática;

1.9.9 Divulgar a APRE Associação Portuguesa Reiki Essencial e os seus objectivos.

 

APRE-PAF-082011

Plano de Acção de Formação - REIKI II – OKUNDEN – Boas práticas

 

SUMÁRIO

Normas de ensino de Reiki Essencial

 

APRESENTAÇÃO

Uma norma técnica (ou padrão) é um documento, normalmente produzido por um órgão oficialmente acreditado para tal, que estabelece regras, directrizes, ou características acerca de um material, produto, processo ou serviço. A obediência a uma norma técnica, tal como norma ISO ou ABNT, quando não referendada por uma norma jurídica, não é obrigatória. A auto-regulamentação do Reiki pressupõe uma atitude voluntária dos profissionais e praticantes na base de uma consciência prática e madura da necessidade da autodisciplina que abrangerá os pontos básicos, estabelecendo regras éticas e técnicas de actuação, tais como normas técnicas, condutas éticas, os quais deverão ser cumpridos não por força de Lei, mas sim, por força contratual que se estabelece

 

2. APRESENTAÇÃO DO GRAU 2 DE REIKI ESSENCIAL - OKUDEN

Tema deste grau “a descoberta e o acordar do Guia Interior”

 

2.1 PROGRAMA DO CURSO

Será de extrema importância no curso de grau II falar das seguintes matérias neste módulo intermédio. Desta forma estará a uniformizar os procedimentos de ensino na linhagem do Reiki Essencial.

2.2 Falar em detalhe o que este grau pode proporcionar aos estudantes de Reiki; 

2.3 Explicar a passagem dos estudantes ao Grau 2, a maior consciência, a abertura dos chakras, os guias de Reiki;

2.4 Explicar as origem dos símbolos de Reiki, e como se processam os símbolos (Cho-Ku-Rei, Sei-Hei-Ki e Hon-Sha-Ze-Sho-Nen), dando muita importância a sua activação e em que situações são colocados, e a sua ordem de colocação;

2.5 Falar da cura à distância e os seus diversos procedimentos,

2.6 Definir o que é o karma, e como podemos resolver traumas passadas e vidas passadas; 

2.7 Tratamento dos chakras com os símbolos de Reiki, e ainda como efectuar um tratamento do alivio da tensão emocional com os símbolos;

2.8 Como funcionam as cores para tratamento no Reiki, o que nos podem indicar (facultativo esta informação e varia de Mestre para Mestre);

2.9 Falar das fontes emocionais das doenças e as suas causas, e mostrar a tabela de doenças relacionadas com as emoções e com o Reiki;

2.9.1 Como curar em grupo, a sua estrutura de curadores e os agradecimentos no final do processo de cura em grupo. Este tema é muito importante pois dá as bases para fazerem partilhas de Reiki em grupo;

2.9.2 Falar da caixa de Reiki e das suas vantagens em fazer, e do porquê;

2.9.3 Linha da Hara ou Kundalini, porque se deve fazer a linha da Hara, e o que é a Orbita Microcósmica, e as suas vantagens futuras;

2.9.4 Alimentação adequada no Reiki e cuidados futuros com o que comemos;

2.9.5 Exercícios para os chakras com respiração e contracção muscular baseado na bioenergia (facultativo esta informação e varia de Mestre para Mestre);

2.9.6 Técnicas de cura para Terapeutas de Reiki e passo a passo numa cura física, cura emocional e numa cura Karmica;

2.9.7 Técnica de auto-massagem Tsubo e explicação da sua origem e os seus benefícios (facultativo esta informação e varia de Mestre para Mestre).

 

APRE-PAF-082011

Plano de Acção de Formação - REIKI III – SHIPINDEN – Boas práticas

 

SUMÁRIO

Normas de ensino de Reiki Essencial

 

APRESENTAÇÃO

Uma norma técnica (ou padrão) é um documento, normalmente produzido por um órgão oficialmente acreditado para tal, que estabelece regras, directrizes, ou características acerca de um material, produto, processo ou serviço. A obediência a uma norma técnica, tal como norma ISO ou ABNT, quando não referendada por uma norma jurídica, não é obrigatória. A auto-regulamentação do Reiki pressupõe uma atitude voluntária dos profissionais e praticantes na base de uma consciência prática e madura da necessidade da autodisciplina que abrangerá os pontos básicos, estabelecendo regras éticas e técnicas de actuação, tais como normas técnicas, condutas éticas, os quais deverão ser cumpridos não por força de Lei, mas sim, por força contratual que se estabelece

 

3. APRESENTAÇÃO DO GRAU 3 DE REIKI ESSENCIAL - SHIPINDEN

Tema deste grau “a descoberta e o acordar do Mestre Interior”

 

3.1 PROGRAMA DO CURSO

Será de extrema importância no curso de grau II falar das seguintes matérias neste módulo avançado. Desta forma estará a uniformizar os procedimentos de ensino na linhagem do Reiki Essencial.

3.2 Falar o que é ser um Mestre de Reiki, a necessidade de uma prática constante;

3.3 Falar da necessidade de defendermos a origem do Reiki, e das responsabilidades inerentes de um Mestres de Reiki;

3.4 Introdução ao Reiki III, começando pela história dos últimos dois símbolos (Dai-Ko-Myo e Raku), explicando as suas funções;

3.5 Explicar o ensino do Reiki aos outros no grau I de Reiki, grau II de Reiki e grau III de Reiki. Explicar o que se pode encontrar em cada grau e os temas a abordar e os cuidados a ter;

3.6 Falar em profundo de cada chakra, os seus mantras associados, como os nomes em Sânscrito de cada um, e ainda como se altera os bloqueios nos chakras através das lições de vida;

3.7 Varrimento bioenergético na mulher e no homem, e a necessidade de aprendermos a localizar as energias bloqueadas no campo energético da pessoa (facultativo esta informação e varia de Mestre para Mestre);

3.8 Como realizar uma iniciação de Reiki a outros. Deverá exemplificar cada passo e explicar cada gesto e movimento de uma iniciação;

3.9 Explicar a preparação necessária para uma iniciação de intenção e de iniciação.

 

 
 
 

Comentários   

0 #2 Sérgio 16-09-2015 12:49
Obrigado pelo seu comentário. Este manual de conduta alerta dos cuidados e regras que devemos fazer quando decidimos avançar para uma formação de Reiki Essencial a outros. Assim ao fazer e seguir este manual de formação, garante a partida uma formação mais próxima da qualidade exigida aos Mestres de Reiki e assim garante de futuro um ensino de qualidade. Haverá muitas vantagens em seguir este manual de conduta.
Obrigado
Citar
0 #1 Ligia Santos 11-09-2015 13:13
Olá reikianos. Fiquei com uma dúvida sobre este manual de conduta. A pergunta é a seguinte. Sendo eu mestre de reiki devo seguir o procedimento aqui mostrado? Como vou começar a ensinar o que pode trazer de valia isto?

Obrigado
Lígia
Citar

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Categoria: /