Rua do Xisto nº 150,
4475-509 Nogueira Maia

(351) 229 607 021
info@apre.pt

Voluntariado Hospital São João

|
Escrito por APRE

VOLUNTARIADO DE REIKI NO HOSPITAL DE SÃO JOÃO
 
(art.º 2.º da Lei n.º 71/98, de 3 de novembro)

É o conjunto de ações de interesse social e comunitário, realizadas de forma desinteressada por pessoas, no âmbito de projetos, programas e outras formas de intervenção ao serviço dos indivíduos, das famílias e da comunidade, desenvolvidos sem fins lucrativos por entidades públicas ou privadas.

Não são abrangidas pela presente lei as atuações que, embora desinteressadas, tenham um carácter isolado e esporádico ou sejam determinadas por razões familiares, de amizade e de boa vizinhança. Está ao serviço das pessoas, das famílias e das comunidades, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do bem-estar das populações. Corresponde a uma decisão livre e voluntária apoiada em motivações e opções pessoais que caracterizam o voluntário.

 

Por isso ser voluntário é:

1. Assumir um compromisso com a organização promotora de voluntariado.

2. Desenvolver ações de voluntariado em prol dos indivíduos, famílias e comunidade.

3. Comprometer-se, de acordo com as suas aptidões e no seu tempo livre.

 

Atuação do voluntário:

Atuar como voluntário é ter um ideal pelo prazer de ajudar o próximo, que assenta numa relação de solidariedade traduzida em:

- Liberdade, igualdade e pluralismo no exercício de uma cidadania ativa.

- Responsabilidade pelas atividades que desenvolve com os destinatários.

- Participação nas atividades a desenvolver pela organização promotora na aplicação do Programa de Voluntariado.

- Gratuitidade no exercício da atividade, mas sem ser onerado com as despesas dele decorrente.

- Complementaridade com a atividade dos profissionais, sem os substituir.

- Convergência e harmonização com os interesses dos destinatários da ação e com a cultura e valores das organizações promotoras.

 

PROJETO VOLUNTARIADO DE REIKI

O Projeto de Voluntariado de REIKI tem como objetivo promover uma experiência sensitiva bilateral a grupos de voluntários, pertencentes as associações envolvidas no setor de cuidados de saúde. Em 13 de Fevereiro de 2017 a APRE enquanto parceira da ADL Associação de Apoio aos Doentes com Leucemia e Linfoma, assinamos um protocolo entre si, com o objetivo principal proporcionar aos doentes hemato-oncológicos a melhoria de qualidade de vida, através da aplicação de Reiki como terapia complementar.

Desta forma pretende-se a melhoria da qualidade de vida do doente, em todos os seus componentes, física, mental, espiritual e emocional. Assim, e nestes doentes torna-se uma ajuda muito significativa, nomeadamente, nas seguintes situações:

1. Diminuir/anular o stress, medos e receios.

2. Diminuir/anular a ansiedade e o sofrimento.

3. Estimular a confiança, no tratamento, na equipa e em si próprio.

4. Diminuir (anular os efeitos colaterais da quimioterapia e outros (náuseas, vómitos, diarreia, febre, etc).

5. Diminuir/anular a dor física.

6. Melhorar a autoestima.

7. Aprender a positividade do pensamento.

8. Aceitar a autoimagem e aparência.

9. Promover o relaxamento e leveza no pensamento.

10. Ajudar a modificar o comportamento.

11. Ajudar a encontrar o conhecimento do seu eu interior.

12. Promover a interiorização de novos valores.

13. Acreditar num novo dia e força para vencer o tratamento, a doença, etc.

14. Adquirir paz interior.

15. Acreditar no valor da terapia.

16. Melhorar o sono e repouso.

17. Ajudar a morrer com serenidade.

 

Assim sendo, dispomos desde 2017 de doze terapeutas que aplicam sessões de Reiki aos doentes hemato-oncológicos para a melhoria de qualidade de vida, através da terapia de Reiki como terapia complementar. A APRE em sintonia com a coordenador do voluntariado, Sérgio Silveira, juntam esforços para uma melhoria significativa nos doentes hemato-oncológicos no Hospital de São João. Quero desde já agradecer ao empenho e carinho demonstrado pela coordenadora e investigadora do voluntariado, enfermeira Zilda Alarcão e a presidente da ADL, Dra. Maria Fátima Ferreira na assinatura deste protocolo.

 

Atenciosamente

Sérgio Silveira

Presidente da APRE

www.apre.pt

 

LISTA DE VOLUNTÁRIOS COM COMPETÊNCIAS EM REIKI

 

1. Sérgio Silveira, Licenciado em Psicologia, Presidente da APRE Associação Portuguesa de Reiki Essencial. Possui o nível de Mestre de Reiki Essencial. É responsável pela coordenação do projeto no CHSJ desde março de 2019.

2. Marco Conde, possui a Licenciatura em Biologia Celular e desenvolve esta atividade nesta área. Possui o nível de Mestre de Reiki Essencial.

3. Manuela Nogueira, Licenciada em Enfermagem e trabalha no CHSJ, possui o 2º nível de Reiki Essencial.

4. Raquel Soares, possui o Curso técnico de agente em Geriatria e desenvolve esta atividade nesta área. Possui o nível de Mestre de Reiki Essencial.

5. Amélia Silva, Licenciada em Enfermagem e Enfermeira Graduada e Aposentada do Centro de Saúde de Arcozelo, Vila Nova de Gaia, possui o 2º nível de Reiki Essencial.

6. Luís Moreira, possui a formação em Shiatsu. Coordena o Centro de Formação de Reiki “Força da Mente” em Felgueiras. Possui o nível de Mestre de Reiki Essencial.

7. Sónia Gomes, possui o II Nível de Medicina Tradicional Tibetana, e coordena o Centro Spaso Zen, no Porto e possui o nível de Mestre de Reiki Tradicional Tibetano.

8. Ana Batista, Licenciada em Enfermagem e desenvolve a sua actividade na ULS, de Matosinhos. Possui o nível de Mestre de Reiki Essencial.

9. Rita Leal Nogueira, Licenciada em Enfermagem e é Enfermeira da USF de S. Martinho/ACES, Tâmega 2, vale do Sousa Sul. Possuio nível de Mestre de Reiki Essencial.

10. Noel Peralta, Licenciado em Medicina Tradicional Chinesa. Profissionalmente trabalha no âmbito desta área, e colabora com a ADL.Possui o nível de Mestre de Reiki Essencial.

11. Adelaide Horta, Licenciada em Enfermagem, e Enfermeira Especialista em Saúde Mental e Psiquiátrica, na Consulta Externa do Hospital Magalhães. Possui o Terceiro Nível de Reiki Tradicional Tibetano.

12. Alda Todo Bom, Licenciada em Enfermagem e Enfermeira Especialista, em Saúde Mental e Psiquiátrica, no Hospital Magalhães Lemos. Possui o nível de Mestre de Reiki Essencial.

 

Quero ser voluntário deste projeto

(art.º 3.º da Lei n.º 71/98, de 3 de novembro)

É o indivíduo que de forma livre, desinteressada e responsável se compromete, de acordo com as suas aptidões próprias e no seu tempo livre, a realizar ações de voluntariado no âmbito de uma organização promotora. A qualidade de voluntário não pode, de qualquer forma, decorrer de relação de trabalho subordinado ou autónomo, ou de qualquer relação de conteúdo patrimonial com a organização promotora, sem prejuízo de regimes especiais constantes da Lei.

 

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

 

 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Categoria: